21/04/2014

Mar Vermelho

O mar Vermelho (árabe:Bahr el-Ahmar, hebraico Yam Suf ou Hayam Haadóm) é uma das maiores rotundas de Lisboa entre o Saldanha, os Restauradores e as Amoreiras (um antecendente longincuo da Catedral da Luz)  Ao sul, o mar Vermelho comunica com os Restauradores pela Avda da Liberdade. Ao Norte pela Avda Fontes Pereira de Melo e a Avda da Republica. A comunicação com o Mar , faz-se atraves do Rossio, Rua do Ouro e Praça do Comércio.

O mar Vermelho tem um raio de  aproximadamente 300m. por uma largura máxima de 300 km e uma profundidade máxima de 20 metros até à estação do Metropolitano.

O mar Vermelho é famoso pela exuberância de sua vida noturna em dias especiais, com  inúmeras variedades de apoiantes do SLB o  Glorioso.

As temperaturas na superfície do mar Vermelho são relativamente constantes, com excepção nos dias em que o Glorioso Sport Lisboa e Benfica se torna Campeão nacional.

A visibilidade se mantém relativamente boa até 1000 metros, mas os ventos podem surgir rapidamente e as correntes se revelarem traiçoeiras.

O mar Vermelho é um destino turístico privilegiado, principalmente para os amantes , seguidores e sócios do SLB em dias especiais

Alguns dos bairros que circundam o Mar Vermelho, são fanáticas do SLB, com excepção dos de Alvalade.

A mais provável origem do nome são as dezenas de milhares de adeptos do SLB presentes na sua superfície da água em dias festivos. Durante esses dias o mar fica  com manchas avermelhadas em todo o mar.

 

 

 

Homem ou mulher

                                                                                                                      A situação está a tornar-se difícil...

Qualquer dia é necessário proceder-se como na compra dos melões:

PRIMEIRO APALPAR.....

Espero que estejas com a tua acuidade em pleno, pois este não é um exercício fácil!!

Qual é o homem, e qual é mulher?

Pega num lápis e num papel e escreve quem é homem e quem é mulher (A, B, C, D,...)

Não faças batota e vê as respostas no fim.

A                                B

____________________________________________________________________________________________

C                                D

____________________________________________________________________________________________

E                                F

____________________________________________________________________________________________

G                                H

____________________________________________________________________________________________

I                                J

____________________________________________________________________________________________

K                                L

____________________________________________________________________________________________

Então?

É o concurso de Miss Transexual na Tailândia!

São TODOS homens!!!

Começa a ser inquietante, não?

 


 


 


 


 


 


 


 


 


 

 


 

 


 


 


 


 

 

25 de Abril dos ex-combatentes

Gostaríamos de deixar aqui uma mensagem de lembrança, de recordação afinal, não para nós que andamos pelas terras de África, como combatentes numa guerra, que como todas, mais destruiu que construiu, mas

para aqueles que voltaram de África. A nossa passagem pelas forças armadas foi acima de tudo, um atrazo nas nossas vidas. Para o justificar, nem serão precisas muitas frases, nem tampouco muitas palavras. A experiência de cada um fala por sí.

Muitos, doentes ou  evacuados das zonas de combate com mazelas fisicas que os atrofiaram para o resto das suas vidas, obtiveram como medalha esses maltratos fisiscos e psicológicos

Para os que por lá ficaram, MORTOS EM COMBATE OU EM DESASTRE, a vida acabou, sem honra nem glória.  O esforço de todos nós, sem excepção gorou-se, porque como era mais que sabido, e a História, deveria ter ensinado os governantes de então, guerras daquelas nunca se ganham. A guerrilha pode não matar logo, mas vai moendo as forças e as mentes dos seus inimigos.  Esse seria o inevitável fim daquelas guerras, como aliás o foram em outras partes do mundo em situações semelhantes. Inteligentes foram aqueles estados que sabendo que os ventos da História os iria levar à derrota, acabaram por negociar o fim das guerras antes de as perderem ou até de as  terem começado.

Não fora por outraS razões, serviu o 25 de Abril para acabar com o envio de mais umas dezenas de militares para África, ao sabor dum destino que não seria bom e  cujo fim não era mais que uma incerteza em cada minuto de vida por lá passado.

Lamentamos todos, certamente que o seu fim não deveria ter sido assim. Mas, como numa qualquer doença, quando o seu tratamento, por ineficaz ou tardio  gera o perigo de vida, aconteceu que foram amputados alguns orgãos para que a restante parte do corpo pudesse sobreviver.

Acabou a Guerra – bem hajam os que  promoveram o seu fim definitivo

 

 

AUDI - vendo


 

19/04/2014

Maria Teresa Horta diz não....

Maria Teresa Horta diz não a Passos Coelho

 

«Na realidade eu não poderia, com coerência, ficar bem comigo mesma, receber um prémio literário que me honra tanto, cujo júri é formado por poetas, os meus pares mais próximos - pois sou sobretudo uma poetisa, e que me honra imenso -, ir receber esse prémio das mãos de uma pessoa que está empenhada em destruir o nosso país», explicou Maria Teresa Horta à Lusa.

 

 

Bandeira Nacional - nova bandeira inaugurada por Passos Coelho

Mais uma vergonha nacional, e o que foi Passos Coelho fazer ao México?

 

 

“Trata-se de uma versão não oficial da bandeira da República Portuguesa, “

Sócrates e a RTP

"Nós levamos em consideração todas as opiniões, mas não são determinantes. Até às eleições europeias, sim, fica tudo igual", disse à Lusa o diretor de informação da RTP, José Manuel Portugal.

 

 

Durão Barroso não acerta uma

José Sócrates mostra como Durão Barroso vai mentindo no dia a dia.

 

…em 2009, a ordem da Comissão era clara: “Mobilizar o investimento privado e público com vista ao relançamento da economia e à mudança estrutural da economia a longo prazo: desenvolver parcerias público privadas (PPP)”, acrescentando que “embora o principal objetivo das PPP deva ser a promoção da eficiência (…) também podem atenuar a pressão imediata sobre as finanças públicas, proporcionando uma fonte adicional de fundos”.

Ora, salienta a mesma publicação, esta informação choca com o que há dias afirmou Durão Barroso em entrevista ao Expresso e na qual garantiu que “a União Europeia nunca disse para os países mais vulneráveis (como é o caso de Portugal) aumentarem a despesa pública”.

Sócrates considera, por isso, que esta entrevista “foi um regresso político falhado” para Durão. ( noticiasaominuto  )

 

 

18/04/2014

Nova Matrícula para 2014 e Novos Cintos de Segurança

 Nova Matrícula para 2014

                           e

       Novos Cintos de Segurança

 

A partir de Maio de 2014 estas serão as novas matrículas a circular nos carros dos Portugueses.

 

 

 

 

 

 

 

 M.J.Passsosss

 

 

 

15/04/2014

Estado - a reforma (?)

“A pouco desejável coincidência entre urgência e incompetência é um velho hábito português, que este Governo, apesar de tão sequioso em cortar amarras com os vícios governativos do passado, insiste em preservar.

O que é tanto mais grave quanto é real a urgência em resolver os problemas de um país ainda confrontado com uma crise existencial, algo que a aparente bonança que agora reina nos mercados teima em iludir.

Custa, portanto, a compreender o que leva um vice-primeiro-ministro a convocar os partidos com assento parlamentar para discutir a magna questão da reforma do Estado, para depois se sentar frente-a-frente com as delegações daqueles partidos com o guião da reforma do Estado que apresentou no final de 2013 na mesa, um sorriso e nada de novo para dizer. Tratava-se, ao que parece, de desafiar os partidos da oposição a apresentar “propostas alternativas”. Política-espectáculo, queixou-se o Partido Socialista, falando em “encenações eleitoralistas”. Nem a isso a coisa chega.

Em vésperas da discussão crucial, no Governo, dos cortes que terão de ser apresentados aos credores internacionais, estes encontros sobre a reforma do Estado soaram a uma displicente prova de vida de um vice primeiro-ministro cuja influência no Governo tornou-se inversamente proporcional à sua promoção, em Julho, na hierarquia governativa.

Quem discute a reforma do Estado com a aparente ligeireza de quem escolhe a ementa do pequeno almoço, não consegue entender sequer o quanto os eleitores estão fartos de jogos mediáticos ocos, ao mesmo tempo que a realidade das medidas políticas do Governo acabam invariavelmente por se traduzir em menos dinheiro na carteira. Uma reforma do Estado discute-se a sério, com tempo, com peritos, com rigor. Tempos houve em que Paulo Portas era um político hábil no jogo mediático. Mas até nisso ele parece ter perdido o profissionalismo...”  (publico  )

 

 

 

Mete medo!...

MANIFESTAMENTE A INTENÇÃO É MESMO ESSA !!! ALGUMA DÚVIDA ???
TENHO ESPERANÇA QUE O TIRO LHES SAIA PELA CULATRA.

 Moita Flores já esteve na Judiciária. Deve saber do que fala.

 

 

 

 

14/04/2014

VILA FRIA - Rua Carlos Paião



Desde há muito que se reclama a “reconversão”  do cruzamento da Rua Carlos Paião com a Rua Artur Moura.
As imagens procuram demonstrar da facilidade e do pouco dispêndio de verba para fazer a rectificação daquele entroncamento -  está demasiado estreito, podendo ser ligeiramente aumentado, resolvendo o problema.

Será do Aleixo...?

 

Chamo-me Passos Coelho
Cortador de profissão
Corto ao jovem, corto ao velho,
Corto salário e pensão
Corto subsídios, reformas
Corto na Saúde e na Educação
Corto regras, leis e normas
E cago na Constituição
Corto ao escorreito e ao torto
Fecho Repartições, Tribunais
Corto bem-estar e conforto,
Corto aos filhos, corto aos pais
Corto ao público e ao privado
Aos independentes e liberais
Mas é aos agentes do Estado
Que gosto de cortar mais
Corto regalias, corto segurança
Corto direitos conquistados
Corto expectativas, esperança
Dias Santos e feriados
Corto ao polícia, ao bombeiro
Ao professor, ao soldado
Corto ao médico, ao enfermeiro
Corto ao desempregado
No corte sou viciado
A cortar sou campeão
Mas na gordura do Estado
Descansem, não corto, não.
Eu corto   a Bem da Nação 

 

 

13/04/2014

Durão Barroso

“O país assistiu a uma conferência de pacóvios, a Comissão Europeia pagou o hotel e o almoço, Durão Barroso trouxe alguns comissários mais amigos, o governo mandou uns quantos ministros e lá estiveram dizendo baboseiras a quem ninguém prestou a atenção. A Europa é assim, a Comissão Europeia gasta o dinheiro dos contribuintes com encenações de um Durão Barroso que tudo faz para melhorar a sua péssima imagem nas sondagens, para saber se vale a pena tentar um cargo de presidente.” ( O Jumento)

 

 

11/04/2014

Assessora Pepsodent ?

Ainda falta um(a) para…os implantes

 

O dinheiro dos contribuintes dá para tudo, até para abrilhantar o sorriso do secretário de Estado da Cultura

Esta gente é tão incompetente e imbecil que nem sequer tem a noção do ridículo!!!

 O mágico fez um gesto e desapareceu a fome, fez outro e desapareceu a injustiça, fez um terceiro e desapareceram as guerras.

O político fez um gesto e desapareceu o mágico.

 

 

 

 



 

--

Os meus mails são redigidos em profundo desacordo e

intencional desrespeito pelo novo Acordo Ortográfico!

 

Passos Coelho - O Coelhinho da Pascua

O Coelhinho da Pascoa

 

 

 

09/04/2014

Diário da República, 2.ª série -- N.º 57 -- 21 de março de 2014 -

  VERGONHA..........O QUE É ISSO........???????

Diário da República, 2.ª série -- N.º 57 -- 21 de março de 2014 - QUE IMORALIDADE! CHOCANTE

Estão a acabar com os "Institutos" mas começam a criar "Instituições"

Que interesse há na criação desta instituição ?

Que raio de bagunçada é a sua actividade ? Para que serve ?

Mais uns bons tachos para os "amiguinhos".

Ainda não está definida a sua composição ou número de elementos.
É fartar vilanagem …
Quem põe cobro a esta pouca vergonha ?

 

Vejam o que essa grandessissima  faz aos amigos.
 

(SENHORES JURISTAS, NÃO HÁ UMA FORMA LEGAL DE DAR ORDEM DE PRISÃO IMEDIATA À SENHORA QUE ASSINOU ESTE DESPACHO?)
 

 

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS

Gabinete da Ministra

Despacho n.º 4211/2014

A Resolução do Conselho de Ministros n.º 73/2013, de 14 de novembro,

determinou o processo de criação da Instituição Financeira

de Desenvolvimento (IFD), que tem como objetivos contribuir para

a concretização das políticas públicas de promoção do crescimento e

emprego, visando o desenvolvimento inteligente, sustentável e inclusivo,

melhorar as condições de financiamento da economia, e aperfeiçoar a

arquitetura institucional dos instrumentos financeiros, através do aumento

de eficácia dos instrumentos de financiamento da economia e

da realização plena dos princípios da boa governação.

A referida resolução determinou a criação da estrutura de missão designada

por Comissão Instaladora da IFD, constituída por um presidente

e três vogais, os quais foram designados pelo Despacho n.º 870/2014,

de 13 de janeiro, do Primeiro-Ministro.

Nos termos do n.º 10 da Resolução do Conselho de Ministros

n.º 73/2013, de 14 de novembro, ficou estabelecido que o presidente e

os vogais da comissão instaladora são equiparados para efeitos remuneratórios,

respetivamente, a presidente e a vogal de conselho de administração

das empresas classificadas no grupo A, nos termos da Resolução

do Conselho de Ministros n.º 16/2012, de 14 de fevereiro, podendo

exercer o direito de opção referido na 2.ª parte do n.º 9 do artigo 28.º do

Estatuto do Gestor Público, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 71/2007, de

27 de março, alterado pela Lei n.º 64-A/2008, de 31 de dezembro e pelo

Decreto-Lei n.º 8/2012, de 18 de janeiro e retificado pela Declaração de

Retificação n.º 2/2012, de 25 de janeiro (Estatuto do Gestor Público).

Nos termos da 2.ª parte do n.º 9 do artigo 28.º do Estatuto do Gestor Público,

os gestores podem optar por valor de remuneração que tem como limite

a remuneração média dos últimos três anos auferida do lugar de origem,

aplicado o coeficiente de atualização das correspondentes taxas de variação

média anual do índice de preços no consumidor. Essa opção carece de autorização

expressa do membro do Governo responsável pela área das finanças,

devidamente fundamentada e objeto de publicação no Diário da República.

Considerando que os membros da Comissão Instaladora do IFD infra

identificados efetuaram pedidos de opção e juntaram aos mesmos a

documentação necessária à respetiva instrução.

Assim, ao abrigo do disposto no n.º 10 da Resolução do Conselho de

Ministros n.º 73/2013, de 14 de novembro determino o seguinte:

 

1— É autorizada a opção pelo valor correspondente à remuneração

média dos últimos três anos do lugar de origem para:

a) O Presidente da comissão instaladora, Paulo Azevedo Pereira da

Silva, com limite de 13.500,00 € mensais;

b) A Vogal, Carla Maria de Castro Chousal, que fica a auferir uma

remuneração mensal no valor de 12.515,44€;

c) O Vogal, Nuno Miguel de Ferreira Soares, que fica a auferir uma

remuneração mensal no valor de 8.034,98€.

2 – Não são devidas despesas de representação aos membros da

comissão instaladora supra identificados.

3 — O presente despacho produz efeitos desde 8 de janeiro de 2014.

 

14 de março de 2014.

A Ministra de Estado e das Finanças,

Maria Luís Casanova Morgado Dias de Albuquerque.

 

 

 

 

08/04/2014

A vergonha dos 500 euros

  Poema aos sem vergonha

A vergonha dos 500 euros

Nicolau Santos



Ler mais: http://expresso.sapo.pt/a-vergonha-dos-500-euros=f864653#ixzz2yJP55ygg

Um Governo que há três anos hesita em aumentar o salário mínimo de 485 euros para 500 euros - devia ter vergonha!

Patrões de empresas que dizem que não podem pagar um salário mínimo de 500 euros - deviam ter vergonha!

Empresas que só conseguem sobreviver se pagarem salários abaixo dos 500 euros - deviam ter vergonha! 

Um deputado da maioria que diz que o seu partido não quer salários baixos mas competitividade alta faz trocadilhos com as palavras - e devia ter vergonha!

Um deputado da maioria que diz que para aumentar o salário mínimo é preciso pedir autorização prévia à troika não só se está a menorizar a si como ao Governo e ao país - e devia ter vergonha!

Todos os parceiros da concertação social que andam há três anos a discutir o aumento do salário mínimo nacional em 15 euros - deviam ter vergonha!

Um primeiro-ministro que antes considerava que quando o desemprego é muito elevado se deve baixar o salário mínimo e agora diz-se disposto a aumentar o salário mínimo apesar do desemprego continuar muito elevado - devia ter vergonha!

Um primeiro-ministro que agora aceita discutir o aumento do salário mínimo mas com condições está no fundo a protelar a decisão e a encanar a perna à rã - e devia ter vergonha!

Toda esta discussão envergonha o Governo, a classe política, a maioria e a oposição, os parceiros sociais, os cidadãos, o país! Um debate sobre um aumento de 15 euros que se arrasta há três anos relativo a um salário mínimo que é o mais baixo da Eurolândia é um enxovalho e uma vergonha para todos nós!

 
Ler mais: http://expresso.sapo.pt/a-vergonha-dos-500-euros=f864653#ixzz2yJOoGe2S

Hipotecas de habitações por pagar

Canção dos desgraçadinhos

 

Alguns dos que estão muiyto bem dizem que Portugal está melhor.

 

“Depois de ter descido em dezembro, o crédito malparado na habitação voltou a subir em fevereiro pelo segundo mês consecutivo, ao chegar aos 2446 milhões de euros, mais 0,74% face a janeiro e mais 7,85% em relação há um ano atrás.”

 

 

Já foi tratar do seu cartão ?

NOVO CARTÃO - Já foi tratar do seu ?

  

Dá acesso a vários serviços de luxo…

·       Dormida em albergues;

·       Isenção nas taxas de saúde;

·       Roupa e alimentação no banco alimentar;

·       Isenção de impostos;

·       Momentos de convívio e lazer nos jardins públicos;

·       Entre outros…